(Este site é melhor visualizado através do Internet Explorer)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Curvo-me ante a inefável corrente de luz que flui, continuamente, do grande Sol, projetando-se, livre e jubilosa, na consciência de cada ser humano. A torrente de elétrons contém em si, disponíveis ao homem, os poderes que podem auxiliá-lo a vencer magistralmente todas as dificuldades que surgirem no transcorrer das diferentes circunstâncias de sua existência.

 

Todos nós, Seres de Luz, testemunhamos a penetração da proficiente luz na consciência das emanações de vida; ela apresenta-se como bilhões de resplandecentes gotículas, compondo um suave rio de substância eletrônica que transita através de seus corpos, repleto de força, amor, discernimento e paz. Nestes momentos desejamos, do mais íntimo de nossos corações, que os homens absorvam os dons que lhes são tão necessários, porém, constatamos que a ignorância e inconsciência os colocam numa posição de inacessibilidade aos benefícios da rica essência. Observamos que a divina substância, mal utilizada,  apresenta-se na aura do indivíduo repleta de inutilidades.

 

Cientistas afirmam que se fosse possível fragmentar o átomo, seria necessário, apenas, uma fração do mesmo para mover, em pleno mar, um transatlântico. Enquanto, bilhões e bilhões de átomos transitam diariamente através dos corpos humanos, sem que disto, eles tenham consciência. Os homens ainda não compreendem o valor indescritível da energia vital que os nutre continuamente e que se afasta de seus corpos sem ter liberado os seus verdadeiros préstimos. Assemelha-se a uma laranja que permanece intocada em cima da mesa, ou uma noz cujo valor nutritivo também não foi absorvido. Podeis passar dias inteiros sentados diante dos alimentos, sem desfrutar de sua suculência e nutrição. O ser humano necessita tomar conhecimento das Bênçãos que lhe são ofertadas pelo Creador e se dar condições de usufruí-las. 

 

No momento em que nascestes para o mundo externo, fostes alentados pelo sopro divino, tomaste o fôlego e absorveste a substância do ar que colocou em movimento os éteres akáshicos. A partir daí, vos tornais responsáveis por toda a energia que utilizardes no decurso de vossa presente vida. Os elementos do ar vos servem. Substâncias da Terra nutrem vosso organismo; o sol vos transmite as propriedades de sua energia e ilumina e aquece vossa vida cotidiana; a água sacia vossa sede, refresca e purifica vossos corpos.

 

Todos os seres elementais se inclinam ante o Uno – o Creador - em reconhecimento. Existe uma meta, um sentido maior para a dedicação incondicional dos seres dos elementos que obedientes, servem a humanidade, era após era. Mesmo usufruindo os benefícios que natureza oferece e constatando o seu exemplo de dedicação ao servir, o homem permanece, na maioria das vezes, indiferente, sem se aperceber da sua própria responsabilidade de servir, de contribuir para o progresso do planeta e dos reinos que o tem como habitat.

 

No final de vossa vida terrena, sou eu que recebo o vosso último alento. Vossas almas solicitam a interrupção da experiência vivida neste “vale de lágrimas” e confiantes no Amor de Deus, pedem a Luz dos Céus para auxiliá-las em sua passagem e na permanência em outros planos de consciência, até que esteja pronta para retornar ao ambiente terrestre e concluir seu estágio evolutivo. Por centenas de vezes nos encontramos e pude observar vossas cansadas almas conduzindo os feixes da própria colheita, na maioria das vezes, lamentavelmente precária. Mesmo eu, que estive próximo a vós, sustentando-vos em vossa jornada terrena, devo evitar o sentimento de angustia e desânimo que vos impregna. Por todas estas razões torno a chamar vossa atenção para a corrente eletrônica que flui continuamente em vós, conduzindo todas as forças que tanto necessitais

 

O que vos digo, neste momento, pode ser dito a qualquer pessoa... Não busqueis fora o que se encontra em vós mesmos. Na pulsação de vossa Luz Interior encontra-se o poder da precipitação pelo qual eu mesmo, manifestei a glória e a prosperidade de cada dia.

 

            Nos Retiros Iniciáticos, quando vos conduzimos a meditar sobre o axioma “conhece a ti mesmo”, é a vós mesmos que deveis buscar conhecer e não a todas as doutrinas que surgirem em vosso cotidiano e que, de um modo geral, vestem o vosso ser exterior com uma série de conceitos pouco plausíveis. Desejamos que tomeis conhecimento de vossa potencialidade divina, da energia vital que circula, através vós, e de vossa real condição de superar os desafios e transmutar vossas deficiências. Somente assim lograreis o domínio sobre a personalidade humana.

 

Maha Chohan

 

VEJA TAMBÉM

 

 

 

Recomende esta página!

 

Clique na figura ao lado e baixe o TEXTO  para o seu para o seu  computador.                               

 

-  Gostaria de ser avisado(a) das novidades do site? Clique na figura ao lado e nos envie um e-mail 

 

LIVRO DE VISITAS

 

 

 

 

 

 

Aceite o nosso convite. Pegue uma "carona" No Rastro das Estrelas  e navegue pelo site.

 

 

Que um anjo lhe acompanhe nesta visita.

Que lhe sejam transmitidas as vibrações de amor e paz contidas nessas páginas   

   

 

  

Volte sempre

 

 

 

Desde 20 de Maio de 2006, você é o visitante